COMO FAZER UM FLUXO DE CAIXA

Separamos um passo-a-passo para te ajudar a fazer um Fluxo de Caixa de uma forma prática e didática. 

 

1. Você pode elaborar o fluxo de caixa em uma planilha eletrônica, usando programas como o Excel, ou ganhar agilidade ao optar por um software de gestão.

 

2. Lance em “contas a pagar” e “contas a receber” os compromissos já assumidos e os valores a receber conhecidos. Considere como recebimentos vendas à vista, vendas a prazo, em cheques, duplicatas, cartões e rendimentos de aplicações. Em pagam

 

entos, contemple fornecedores, salários e encargos de funcionários, gastos com telefonia, internet, correios, manutenção de infraestrutura, despesas bancárias e financeiras, retirada de pró-labore, custos de terceiros (escritório de contabilidade e advocacia, por exemplo), impostos e contribuições, investimentos realizados, empréstimos e dívidas, entre outros.

 

3. As despesas que ainda não foram pagas, mas já são conhecidas, também entram em “contas a pagar”. Quanto mais você for preciso ao informar a sazonalidade das contas e as datas de vencimento, melhor a estimativa.

 

4. Em “contas a receber” também vale fazer estimativas, mas seja conservador, considere os meses de movimento mais forte ou mais fraco no momento de estabelecer uma média de recebimentos. E lembre-se: despesas são certas, receitas são incertas.

 

5. O ideal é que o saldo de caixa seja confirmado diariamente. Mas só o acompanhamento constante, mensal e anual, indicará se a empresa está saudável, se está obtendo lucro ou prejuízo em suas atividades operacionais.

 

Te ajudou? Se sim, compartilhe este artigo. Se tiver alguma dúvida, comente abaixo!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

AGORA SOMOS PARCEIROS PLATINA!

November 26, 2018

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Smart Controll Contabilidade 2019. Todos os direitos reservados.